Archive for the 'Desabafos' Category

06
abr
09

Bom dia, cavalo!

Opinião própria individual de minha pessoa: não saber escrever tira metade dos meus créditos com o sujeito, seja esse sujeito um blog, site, empresa. Como confiar em alguém que não consegue se comunicar de forma correta em sua própria língua?

1. Palavras/verbos/conjugações erradas:

OK, temos problemas de alfabetização (maldita inclusão social, dirá algum revoltado), mas isso não é mais desculpa para escrevermos errado e acharmos normal. Se você está na “internê”, a “grande rede de informações”, perca 5 minutos revisando o texto que você escreveu, passe pelo Google, verifique dicionários online ou use até mesmo a “Verificação Ortográfica” do Word (caso você não saiba, ela é a responsável pelas “minhoquinhas” vermelhas e verdes embaixo de seu texto). São 5 minutos que vão te poupar de perder um grande cliente ou de não se fazer entendido por seus leitores.

2. Enrolar, ou o famoso “encher linguiça”:

Hoje recebi um texto escrito num português confuso e prolixo. Tinha “encheção de linguiça” escrito por todos os lados! O que é isso? É uma falsa impressão de que, quanto maior o texto, mais informações ele contém e mais relevante ele é. Vai me dizer que você nunca entregou um texto para o professor no ginásio e ele, ao ver aquelas 2 folhinhas, levantou uma sombrancelha e disse: “só isso?”

Sim, professor, é só isso! Não vou enrolar, não vou dar voltas, não vou usar palavras difíceis. Vou direto ao ponto, explico minha opinião, justifico e encerro meu texto. Muitas palavras não garantem que você sabe muito, só te garantem a imagem de alguém que gosta de falar/escrever.

Acho esses 2 pontos cruciais. Escrever bem é ser entendível, simples e direto.

Quem muito fala dá bom dia a cavalo

Antiga sabedoria popular muitíssimo atual. Quanto mais se fala/escreve, maior a chance de fazer algo errado. Então, vamos nos manter simples e claros!




O que vem por aí?

agosto 2017
S T Q Q S S D
« abr    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

O que já foi….