Archive for the 'Divagações' Category

16
abr
09

A Geração Insensível

Nada de Geração X, Geração Y, Geração Millenium. Pessoal que nasceu na década de 80, aprenda: somos a Geração Insensível! Pelo menos essa é a afirmação de cientistas divulgada no G1.

Dizem eles que os breves e constantes bombardeios de informações a qual somos submetidos na Internet nos tornam insensíveis ao que acontece no mundo. Se fosse verdade, deveríamos passar em branco cada vez que o Corinthians ganha. E não preciso nem dizer que isso não acontece, né? (nada contra os corinthianos!)

O que temos hoje é uma insensibilidade no sentido de já esperarmos por notícias ruins. Ninguém assiste os telejornais esperando ouvir reportagens do tipo “Favela se une para vencer o tráfico de drogas com educação”, ou “Governo Federal diminui o salário de deputados e senadores para R$ 1.000 reais e usa as economias para construir casas populares decentes”. Pelo contrário, sentamos e assistimos um desfile de horror, uma “black parade” com mortes de todos os tipos, violência, desrespeito ao ser humano: é o mercado do medo, que move milhões e milhões de reais (e pessoas) em busca do ângulo mais chocante do atropelamento, do detalhe de uma pessoa carbonizada em um incêndio. Quanto mais sensacionalista (no discurso deles: quanto mais real), melhor!

Acho que, depois de 11 de setembro, nós criamos uma “casca grossa” e começamos a pensar que absolutamente QUALQUER COISA é possível de acontecer. Por isso somos “insensíveis”. Falta compaixão? Tenho que concordar nesse ponto! Não nos importamos mais com os sentimentos dos outros, independente do que seja.
Tenho um exemplo em meu local de trabalho: a filha de um dos diretores descobriu que está com leucemia. Sabe o que a empresa fez? Nada. Deu três tapinhas nas costas e passou a agenda dele da semana! Nem 1 semana de folga para acompanhar a primeira semana de quimio, nada! E sabem quais são os “papos de cafézinho”?

Ah isso acontece com todo mundo

Acontece mesmo, mas não necessariamente precisa ser tratado com indiferença. Acho que o estudo foi infeliz em usar a palavra “insensibilidade”, já que o termo “indiferença” se aplicaria melhor ao caso. Não somos insensíveis ao que acontece no mundo! Sentimos o peso, a tristeza, a compaixão, em alguns casos choramos (escondidos, quando colocamos a cabeça no travesseiro ou quando estamos no banho), mas na maioria das vezes somos indiferentes! Passamos por cima das emoções que, sim, insistem em aflorar porque é isso que nos faz SERES HUMANOS!

O mundo precisa de mais compaixão demonstrada, porque nós ainda a sentimos. Só preferimos abafá-la por medo de fazer papel de fraco, de desequilibrado emocional e etc etc etc… esse #mimimi de não demonstrar fraqueza me cansou! Da mesma forma que esse #mimimi com relação à geração de 80 me cansou também!

Os computadores e a Internet não são a solução e nem são os problemas do mundo contemporâneo: eles são ferramentas, puras e simples ferramentas! Quem decide o que fazer com elas ainda somos nós, os “seres pensantes”. Então, por favor, use a massa chamada cérebro que existe dentro dessa caixa que divide suas orelhas chamada cabeça e faça algo decente por você e pelos outros.

ps: post sugerido pelo Twitcast




O que vem por aí?

agosto 2017
S T Q Q S S D
« abr    
 123456
78910111213
14151617181920
21222324252627
28293031  

O que já foi….